Logo news 16/08/2018
Compartilhar Tweet
A maneira mais eficiente de guardar algo na memória é ser lembrado daquilo imediatamente antes do momento em que você esqueceria. Engraçado né? Parece até um pouco paradoxal, mas eu vou explicar um pouco mais sobre como funciona o espaço e repetição, que é uma das ações que o nosso cérebro mais gosta de fazer. O espaço e repetição é comumente aplicado no contexto em que o aluno deve adquirir um grande número de itens e retê-los indefinidamente.

O Qranio faz uso total desta técnica durante suas trilhas de aprendizado, aumentando a quantidade e os intervalos de tempo entre testes subsequentes ao aprendizado para aproveitar ao máximo o efeito de espaçamento. E repetindo a entrega de conteúdos e validação (testes) dentro de um algoritmo (regras) que visam fortalecer e sedimentar o conhecimento antes que o usuário venha a esquecer.

Essa associação, de espaço e repetição, pode ser utilizada em diversos tipos de treinamentos. Os clientes que utilizam softwares de treinamentos que possuem esta técnica conseguem impulsionar os programas de treinamento existentes, melhorar sua produção e manter o conhecimento de seus colaboradores no máximo.

E se ainda combinarem esta técnica com o Microlearning e Gamificação, poderão maximizar ainda mais seus resultados. O Modelo 70:20:10 para aprendizagem e desenvolvimento é frequentemente utilizado para descrever as melhores fontes de aprendizagem pelos gestores de sucesso.

Ratificando o que foi descrito anteriormente este gráfico abaixo mostra como é importante misturar num treinamento tipos de aprendizados estruturados, colaborativos e prática. O quadro a seguir revela que:



- 70% da nossa aprendizagem vem de tarefas desafiadoras, soluções de problemas e de experiências no ambiente de trabalho;

- 20% da nossa aprendizagem é desenvolvida a partir das nossas relações com outras pessoas, pela nossa rede de contatos e o feedback ou mentoria que recebemos;

- 10% de nossa aprendizagem é derivada de treinamento formal, como cursos, workshops e afins.

O que nós devemos fazer é nos encaixarmos em todas as 3 partes deste modelo, pois desta forma o treinamento proposto permitirá que o aluno de fontes convencionais e estruturadas, assim como de recursos sociais colaborativos e de interação com outros funcionários, ou ainda, no dia a dia, na prática.

Em suma o segredo é organizar para que estas 3 partes aconteçam combinadas dentro de um treinamento organizado, seja por um software ou não.

* Samir Iásbeck é CEO e Fundador do Qranio, plataforma mobile de aprendizagem que usa a gamificação para estimular os usuários a se envolverem com conteúdos educacionais em todos os momentos.